Neves, Manuel das

 

 

Civil a viver em França

Local de Nascimento – São Simão de Litem, Leiria
Data de Nascimento – 26/04/1905

Data de falecimento – 28/06/1944
Pai – 
Mãe – 

.

Manuel das Neves trabalhava com madeireiro em França e vivia no lugar de Campazieux, na comuna de St. André d’Allas, quando foi capturado e fuzilado por soldados elementos de uma coluna alemã que atravessou aquela zona em 28 de junho de 1944.

Segundo as autoridades francesas os alemães reuniram três portugueses - Manuel das Neves, Norberto Coelho e João Fernandes de Barros - e obrigaram-nos “a acompanhá-los a um bosque da vizinhança”. Pouco depois ouviram-se tiros.

Só no dia seguinte a locatária de dois deles se sentiu segura para sair de casa. No bosque encontrou os portugueses mortos a tiro. Próximo estava também o corpo de um holandês - M. Siebrugh - que vivia igualmente naquela aldeia. 

Os portugueses terão sido roubados pelos alemães. De Manuel das Neves foi recuperada apenas a bicicleta, faltando o dinheiro, bagagens e documentos. Dos restantes desapareceram também grandes quantias de dinheiro.

O desembarque aliado do Dia D tinha acontecido semanas antes e eram várias as colunas alemãs que avançavam pela França com o objectivo de os enfrentar. Estas tropas enfrentaram grupos de resistentes franceses durante as deslocações e ficaram conhecidos também por realizarem ataques e pilhagens à população civil.

Os corpos foram sepultados no cemitério de Saint André d’Allas.

Manuel das Neves era casado e tinha vários filhos em Portugal. Em França, tal como os outros portugueses, trabalhava como lenhador na Societé d’Explotations Forestiéres. 

Um protesto foi enviado pelas autoridades portuguesas à Legação da Alemanha em Lisboa “reservando-se o direito de pedir por elas justa e adequada indemnização”.

Carlos Guerreiro

Fontes

Arquivo Histórico-Diplomático, MNE  §