José Tuñon num dos aviões finlandeses que tripulou. 

Foto Revista "A Esfera"

A guerra Russo finlandesa, também conhecida pela guerra de Inverno, em finais de 1939 e princípios de 1940, teve grande repercussão na opinião pública portuguesa que seguiu o atentamente o conflito pelas páginas dos jornais que diariamente traziam notícias sobre o que passava naquele país longínquo.

Com o apoio da imprensa desenrolou-se em Portugal uma das maiores acções de solidariedade que se conhecia até ao momento. Foram reunidos especialmente roupas e alimentos que mereceram posteriormente o agradecimento por parte das autoridades finlandesas.

Este conflito aconteceu logo depois da Polónia ter sido ocupada pela União Soviética. Os Russos queriam estender as suas fronteiras para a Finlândia, nomeadamente, para o Istmo da Karelia de modo a criar uma zona de protecção para Leningrado (São Petersburgo) e, nesse sentido, fez um proposta de compra e troca de terras. Quando esta foi rejeitada os soviéticos invadiram o pequeno país a 30 de novembro de 1939.

Numa primeira fase os russos, em muito maior número, foram surpreendidos pela estratégia dos finlandeses mostrando-se incapazes de progredir e sofrendo grandes baixas. No entanto com a chegada da Primavera de 1940 as forças soviéticas conseguiram vencer e a Finlândia, para assegurar a paz, teve de ceder parte do seu território sem qualquer retorno.

Pelo menos um português lutou ao lado das forças finlandesas neste conflito que se desenrolou em paralelo com a II Guerra Mundial.




Conheça as histórias:

Tuñon, José

    Oficial Ilmavoimat (Força Aérea Finlandesa) Unidade – local de nascimento –  Data de nascimento –  Data de falecimento –  Pai –  Mãe –  José Tuñon foi um dos poucos portugueses a combater na primeira guerra na guerra russo-finlandesa – … Read More