Barros, João Fernandes de

 

 

Civil a viver em França

Local de Nascimento – Cabaços, Viana do Castelo
Data de Nascimento – 26/04/1901

Data de falecimento – 28/06/1944
Pai –
Mãe – 

.

João Fernandes de Barros trabalhava como lenhador para a Société d’Exploitations Forestières à Saint Yrieux, quando no dia 28 de junho de 1944, acompanhado de mais dois portugueses - Norberto Coelho e Manuel das Neves -, foi apanhado e fuzilado por forças alemãs.

Os testemunhos do lugar de Campazieux, na comuna de St. André d’Allas, onde João de Barros e os outros portugueses viviam, referem que os alemães os obrigaram “a acompanhá-los a um bosque da vizinhança” e que pouco depois se ouviram tiros.

Só no dia seguinte a locatária de dois deles se sentiu segura para sair de casa. No bosque encontrou os portugueses fuzilados. Próximo estava também o corpo de um holandês - M. Siebrugh - que vivia igualmente naquela aldeia. 

Os portugueses terão sido roubados pelos alemães. 

De João de Barros foi encontrada uma carteira com 275 francos, mas as autoridades francesas acreditavam que teriam sido roubados vários milhares. Casado e pai de vários filhos, todos a residir em Portugal, sabia-se que tinha tentado regressar ao seu país em junho do ano anterior, mas fora obrigado a voltar para trás devido a um problema com o visa do passaporte. Não tinha também enviado dinheiro à família durante bastante tempo, porque esse tipo de operações eram severamente controladas devido à guerra. 

O desembarque aliado do Dia-D tinha acontecido semanas antes e foram várias as colunas alemãs que avançaram pela França para as enfrentar. Durante as deslocações estas tropas foram desafiadas por grupos de resistentes franceses e também se envolveram em ataques e pilhagens que tiveram por alvo a população civil.

Os corpos foram sepultados no cemitério de Saint André d’Allas.

Um protesto foi enviado pelas autoridades portuguesas à Legação da Alemanha em Lisboa “reservando-se o direito de pedir por elas justa e adequada indemnização”.

Carlos Guerreiro

Fontes

Arquivo Histórico-Diplomático, MNE  §